Saúde com Sabor- Ovo: “Nosso grande aliado”

Seguido do leite materno, o ovo é considerado o alimento mais completo. É de fácil preparo, digestão e absorção supre carências de vários nutrientes, incluindo vitamina B12.

É indicado para o controle ou perda de peso. Reduz a ingestão de gorduras, carnes e outros alimentos altamente calóricos. É também um alimento acessível de baixo custo e fonte de nutrientes e de proteínas.Quase todos os nutrientes que o corpo necessita podem ser encontrados no ovo.

Possui 13 vitaminas essenciais e minerais, proteínas de alta qualidade, gorduras insaturadas (saudáveis) e antioxidantes, com apenas 70 calorias.

Beneficios:

Controle de peso:

Proteínas de alta qualidade dos ovos contribuem para a sensação de saciedade prolongada e para manter a energia do organismo IV.
Manutenção da força muscular e redução da perda de massa muscular:

Pesquisas indicam que proteínas de alta qualidade produzem força muscular e ajudam a prevenir a perda de massa muscular em pessoas idosas. V

Gestação saudável:

A gema do ovo é excelente fonte de colina, um nutriente essencial que contribui para o desenvolvimento do sistema nervoso central do feto, importante para a prevenção de anomalias fetais. Dois ovos provêem cerca de 250 miligramas de colina, ou seja metade das necessidades diárias para uma mulher gestante ou amamentando.VI
Função cerebral:

Colina também é muito importante para a função cerebral em adultos, mantendo a estrutura das membranas celulares. É componente chave para a neuro-transmissão, que é responsável por transmitir as “mensagens” do cérebro através dos nervos para os músculos. VII
Saúde da visão:

Luteina e Zeaxantina, dois anti-oxidantes encontrados no ovo, ajudam a prevenir a degeneração macular, que é a causa principal da cegueira dos idosos. Apesar de possuir quantidade pequena dos dois nutrientes, pesquisas demonstram que a luteina dos ovos é mais biodisponível que a luteina de outros alimentos.VIII
Alergias:

o ovo é rico em zinco auxiliando no combate a algumas alergias.

Alzheimer:

o ovo possui alta concentração de fosfatidilcolina, serina e vitamina B12 que auxiliam na recuperação da memória. O ovo melhora o quociente de inteligência em crianças (Pesquisa da FAO – 1996). É essencial na nutrição de idosos.
Artrites:

o ovo atua como antiinflamatório e possui pequena quantidade de ômega-3.
Crescimento e desenvolvimento: a PQQ (pirrolo, quinonina quinona) é encontrada no leite materno e no ovo (clara e gema). Portadores de Alzheimer, Parkinson e demência senil diminuem a produção de PQQ.
Degeneração macular senil ou cegueira da idade: a ingestão diária de 1,3 gema de ovos evita o surgimento da doença.
Doenças Cardiovasculares:

eleva o HDL – colesterol (bom) por possuir elevada quantidade de lecitina, impedindo que o colesterol se deposite nas artérias; no intestino, participa da formação da bile, mobilizando triglicerídeos e diminuindo a formação de colesterol.
Alimentação de Atletas:

a inclusão de ovos na dieta ajuda a suprir a necessidade de proteínas.
Infecções infantis: relacionadas à bactérias, fungos e vírus são minimizadas com a inclusão na dieta diária de ovos, fortificando o sistema imunológico a partir dos 12 meses de idade.
Gestação e amamentação:

o ovo fornece vitaminas do complexo B, ácido fólico, essencial para o desenvolvimento do tubo neural do feto.
Osteoporose:

o carbonato de cálcio oriundo da casca de ovo é bem absorvido pelo organismo, promovendo maior densidade osseomineral.
Parkinson:

o ovo fornece cisteína (176 mg por unidade), um poderoso antioxidante que auxilia na prevenção e no tratamento da doença de  Parkinson.

 

Anúncios